Famosos : Marcelo Rebelo de Sousa oferece presente bem português a Melania Trump

Marcelo Rebelo de Sousa oferece presente bem português a Melania Trump

Marcelo dá presente muito especial a Melania

Publicado por Vamos lá Portugal em Famosos
Partilhar no Facebook
459 459 Partilhas

Marcelo Rebelo de Sousa oferece presente bem português a Melania Trump

Marcelo Rebelo de Sousa esteve nos Estados Unidos da América para se encontrar com o presidente Donald Trump. O presidente Português que é conhecido como O «presidente dos afetos» levou na mala produtos bem típicos que certamente deixaram Trump e a mulher de bocada aberta.

Para o presidente dos EUA, o presidente português tem levou fac simile da carta da Rainha D. Maria I, datado de fevereiro de 1783, na qual o Reino De Portugal reconhecia a independência dos Estados Unidos.

Marcelo Rebelo de Sousa não se encontrou com Melania, mas esta não foi esquecida e por isso teve direito a uns s brincos em filigrana de Viana do Castelo, idênticos a outros que Marcelo ofereceu à rainha Letizia, de Espanha.

A fotografia que se segue é apenas um exemplo do modelo que pode ter sido oferecido:

Outros artigos relacionados com Marcelo Rebelo de Sousa:

“E se Ronaldo se candidatasse a Presidente?” A resposta de Marcelo a Donald Trump que deixou todos de boca aberta

Marcelo Rebelo Sousa esteve com o presidente norte-americano na casa branco, num encontro que segundo o presidente português foi "caloroso".

Durante a conversa, Marcelo tentou criar uma especie de empatia com o presidente dos estados unidos ao lembrar  que Portugal tem lá o melhor jogador do mundo, Cristiano Ronaldo. Embora não se tenha percebido se Trump sabia exatamente quem era o jogador português — o filho é que é suposto ser um grande admirador de “soccer” — mas o presidente dos EUA perguntou a Marcelo se achava que ele era assim tão bom. Depois tentou fazer a conversa regressar à política: 

“E diga-me, acha que um dia o Christian (SIC) se vai candidatar a presidente contra si?”

Marcelo sorriu, inclinou-se, e explicou-lhe que os sistemas nos dois países são diferentes.”Portugal não é bem os Estados Unidos da América”.

No final do encontro Marcelo Rebelo Sousa classificou o encontro como “caloroso do início ao fim” e não ficou nada por dizer:“não houve nada de relevante, daquilo que é convergente e daquilo que é divergente, que não fosse falado”.

No inicio Trump já tinha declarado aos jornalistas que “honra” receber o “popular” presidente de Portugal e Marcelo relembrou a a longa amizade entre os dois países, a importância da comunidade portuguesa nos Estados Unidos – Trump também sabia os números de cor: “são muito importantes, cerca de um milhão e meio”. 

Depois do encontro, o Presidente dos Estados Unidos publicou um vídeo na rede social twitter — que usa frequentemente como ferramenta para fazer política — onde diz que “foi uma grande honra” receber na Casa Branca o Presidente de Portugal.

Partilhar no Facebook
459 459 Partilhas

Fonte: www.novagente.pt · Crédito foto: www.novagente.pt

Goste/partilhe