Notícias : As “feridas“ de uma menina de 7 anos de idade ficam cada vez pior - quando a mãe percebe a razão, é tarde demais

As “feridas“ de uma menina de 7 anos de idade ficam cada vez pior - quando a mãe percebe a razão, é tarde demais

Agora partilhamos o aviso da mãe o mais amplamente possível.

Publicado por Vamos lá Portugal em Notícias
Partilhar no Facebook
224 224 Partilhas

As “feridas" de uma menina de 7 anos de idade ficam cada vez pior - quando a mãe percebe a razão, é tarde demais

A história de amor entre Aimee e o seu novo marido, Craig, era perfeita em todos os sentidos, e a lua-de-mel acabara de começar.

Mas logo, o seu sonho transformar-se-ia num pesadelo.

Tudo começou quando a filha de Aimee, Brogan, começou a desenvolver marcas pretas e azuis por todo o corpo. 

Quando Aimee e Craig se casaram, a filha de 7 anos de Aimee, Brogan, era uma escolha óbvia para ser dama de honra.

Mas apenas 14 dias depois de estar no altar com a mãe e o seu padrasto, Brogan estaria numa cama de hospital a lutar pela vida. 

No início, todos acreditavam que as "contusões" de Brogan eram apenas o resultado de uma criança a ser criança, e os médicos de um hospital local não as levaram a sério.

Mas quando as manchas se espalharam pelo resto do corpo de Brogan, Aimee sabia que isso era algo mais.

Ela levou Brogan de volta ao hospital e, desta vez, os médicos perceberam logo a causa. 

Brogan mostrou sinais de meningite e foi levada à pressa para o Hospital Infantil de Birmingham.

A meningite meningocócica era potencialmente fatal visto que o tratamento de Brogan foi iniciado tão tarde. 

Para que os médicos pudessem salvar a vida de Brogan, eles teriam que amputar o seu pé esquerdo.

"Esta semana mudou completamente a minha visão da vida. Mostrou-me o que é importante e o que não é, quem está lá e quem não está ", disse a mãe de Brogan, Aimee, ao Daily Mail. 

Os médicos amputaram o pé de Brogan e para ajuda-la na caminhada, eles puseram-lhe uma prótese.

Então, depois de descobrir que a perna de Brogan também era uma ameaça à sua vida, os pais e os médicos concordaram que seria necessário amputar a sua perna. 

Mesmo estando cansada e com dores, Brogan estava pronto para o que a esperava.

Felizmente, ela teve o apoio da família. 

"Nada nos pode preparar para o que a meningite faz a um corpo, quanto mais a uma menina de sete anos", disse Lisa Reece, prima da mãe de Brogan.

Dois anos se passaram e Brogan adaptou bem à sua perna protética. Ela enfrenta os desafios da vida com entusiasmo e espírito de luta. 

Nunca houve qualquer garantia de que a infeção tinha desaparecido para sempre, e Brogan estava pronta para lidar com a vida e tudo o que lhe foi jogado para cima.

Infelizmente, a família anunciou no início de 2018 que Brogan provavelmente precisará de amputar a outra perna. 

Brogan ficou arrasada quando descobriu - mas agora ela só quer fazer isso e começar a fisioterapia.

Quanto a Aimee, ela quer lembrar os outros pais para estarem atentos a mudanças estranhas nos corpos dos filhos, para que eles possam reconhecer os sintomas a tempo e não ter que passar pelo que Brogan passou. 

Sintomas

Os sintomas mais comuns da meningite são dores de cabeça e rigidez do pescoço associadas à febre, confusão ou estados alterados de consciência, bem como vómitos e sensibilidade à luz ou aos sons.

Tenha em mente que as crianças geralmente também apresentam sintomas como irritação e sonolência. As erupções cutâneas também podem ser um sinal de meningite. Por exemplo, a meningite meningocócica pode ser acompanhada por erupções cutâneas características e sangramento da pele. 

Partilhar no Facebook
224 224 Partilhas

Fonte: Newsner · Crédito foto: Newsner

Goste/partilhe