Notícias : Este bebé foi brincar para a rua e morreu pouco depois, a sua família alerta agora para a existência de um vírus mortal…

Este bebé foi brincar para a rua e morreu pouco depois, a sua família alerta agora para a existência de um vírus mortal…

Pais, tenham atenção!

Publicado por Vamos lá Portugal em Notícias

O bebé foi brincar na rua e morreu pouco depois, a sua família alerta agora para a existência de um vírus mortal…

KenleyRatliff, uma menina de 2 anos de Indiana, era uma criança normal. Adorava estar na rua a brincar, mas esses momentos ao ar puro custaram-lhe a vida.

Depois de um dia a brincar no exterior, a pequena Kenley tinha uma febre. Ao pensar que ela estava doente, os seus pais levaram-na às urgências. Aí, os doutores examinaram-na rapidamente e suspeitaram que ela estava infetada com estreptococos.

Infelizmente, a sua condição não melhorou e ficou rapidamente pior. A sua febre aumentou, as suas mãos incharam e apareceram imensas infeções por todo o seu corpo.

E só piorou, a 30 de maio, Kenley foi hospitalizada novamente. 

Depois de uma reavaliação, os médicos chegaram a uma nova conclusão, que forçou a menina a tomar antibióticos e a ser internada.

O diagnóstico? Febre roxa das Montanhas Rochosas, um tipo de febre Q, que é transmitida por carrapatos. Para além das marcas roxas, os infetados sofrem também o risco de uma infeção bacteriana. No caso de Kenley, ela sofreu uma infeção cerebral. 

Apesar de todos os recursos utilizados para a manter viva, não havia milagre possível para Kenley e a sua família decidiu desligar o seu respiratório a 3 de junho. 

Apesar da perda da sua querida filha, a família Ratliff está focada em espalhar a palavra, para que outras famílias não sofram o mesmo destino. Pais, se os vossos filhos costumam brincar com regularidade na rua, tenham atenção e confirmem se eles não foram picados por um carrapato. Tenha atenção e certifique-se que os seus filhos não desenvolvem uma febre repentina, dores, ou náuseas. Pode salvar-lhes a vida.

Fonte: ayoyeglobal · Crédito foto: ayoyeglobal

Goste/partilhe