Notícias : Filha faz tatuagem com hena durante as férias – ficou seriamente ferida

Filha faz tatuagem com hena durante as férias – ficou seriamente ferida

Tatuagem inocente da filha tornou-se fatal - agora o pai adverte outros pais

Publicado por Vamos lá Portugal em Notícias
Partilhar no Facebook
275 275 Partilhas

Filha faz tatuagem com hena durante as férias – ficou seriamente ferida

Algumas semanas atrás, a família Gulliver, da Inglaterra, viajaram até o Egito para passarem umas férias solarengas e espetaculares. Levaram com eles a sua filha Madison de 7 anos. Infelizmente, as férias não foram tão boas como o previsto.

Durante a viagem, a mãe foi hospitalizada por contrair uma inflamação na vesícula biliar.

As suas crianças, Sebastian com 9 anos e Madison com 7, esperaram pacientemente ao seu lado. Quando finalmente a mãe recebeu alta do hospital, ela e o seu marido queriam recompensar os seus filhos por se terem portado tão bem.

No hotel onde estavam hospedados, ofereciam tatuagens com hena aos hóspedes. Tatuagens com hena são temporárias e podem ser removidas quando for desejado.

Já que não é uma tatuagem verdadeira e não deixa marcas por ser feita com ingredientes naturais, os pais acharam que podiam confiar no hotel.

As crianças ficaram muito felizes com as suas tatuagens de hena e os pais estavam contentes pelas suas reações. 

Mas durante a tarde, o seu filho Sebastian começou a coçar o braço por isso decidiram remover a tatuagem. Madison, por outro lado, parecia estar bem.

Uma semana depois, a família regressou a Inglaterra. Surpreendentemente, foi aí que a tatuagem de Madison começou a incomodar.

Os pais ficaram ainda mais preocupados quando viram que a pele à volta da tatuagem estava a ficar vermelha. Eles lavaram e espalharam creme no braço da filha.

No dia seguinte, o braço tinha ficado muito pior. Madison tinha bolhas vermelhas no seu braço como se tivesse sido queimada. 

Os pais começaram a pesquisar online a razão pela filha estar a reagir tão mal a hena, já que consiste apenas de ingredientes naturais. Foi então que aprenderam que a hena não era inofensiva como julgavam.

Madison tinha uma tatuagem com “hena preta”. Ao contrário de hena simples, a versão preta contém PPD, a mesma substância presente nas tintas de cabelo. PPD é proibido em cremes de pele no Reino Unido pois pode causar reações alérgicas na pele.

Mas a família não tinha ideia sobre as tatuagens que tinha aceite no Egito.

Levaram Madison até ao hospital SalisburyDistrict, onde foi analisada por médicos e dermatologistas especialistas em queimaduras de pele. O seu estado era grave e tiveram de lhe cortar as bolhas maiores para tratarem as queimaduras. 

O seu pai disse que a filha foi muito corajosa durante o tratamento.

“Ela queria ver o que estavam a fazer por isso não a conseguíamos impedir de olhar para o braço”, disse ele ao Metro. “Ela portou-se muito bem e dizia para cortarem mais”.

Durante uma entrevista à “GoodMorningBritain”, Madison mostrou o estado do seu braço. 

Os médicos dizem que vai demorar dois anos até que o braço de Madison regresse à cor original. Com sorte, a menina não vai ficar com marcas permanentes.

Após o incidente com tatuagens de hena, a pele de Madison tornou-se muito sensível a outras coisas também. Ela é agora, juntamente com outras coisas, alérgica a penincilina.

O pai de Madison quer agora avisar outros pais sobre a decisão de deixarem os filhos fazer tatuagens com hena durante as férias.

“Pensávamos que os agentes de viagem sabiam disto”, disse o seu pai à Metro. “Queremos espalhar a mensagem a outras pessoas agora.” 

Já vimos turistas com tatuagens assim nas férias. Pensamos que eram bonitas e ponderamos fazer uma. Mas depois de ler isto, talvez não seja uma boa ideia!

Por favor alerte os outros sobre Hena Preta, para que mais ninguém sofra o mesmo que Madison!

Partilhar no Facebook
275 275 Partilhas

Fonte: Newsner · Crédito foto: Newsner

Goste/partilhe