Notícias : Não confia no cuidador da mãe e coloca uma câmera escondida: o que grava, partiu-me o coração

Não confia no cuidador da mãe e coloca uma câmera escondida: o que grava, partiu-me o coração

Isto não pode ocorrer!

Publicado por Vamos lá Portugal em Notícias
Partilhar no Facebook
1,359 1.4k Partilhas

Não confia no cuidador da mãe e coloca uma câmera escondida: o que grava, partui-me o coração

Eu era bem pequena quando minha a avó teve que ser internada no hospital. Ela estava muito doente e sabíamos que ela não tinha muito tempo.

Eu amava muito a minha avó, sempre lhe ligava de manhã cedo, quando os meus pais ainda não tinham acordado.

Ela sempre respondia e sempre dizia que não estava a dormir. Mas agora eu entendo que muitas vezes eu a acordava quando lhe ligava.

Quando ela foi internada no hospital, ficou muito claro que ela não gostava de ser ajudada com coisas que ela já tinha sido capaz de fazer sozinha. Ela estava com vergonha. O que ela achou pior foi ter que usar uma fralda.

Já falamos várias vezes sobre casos de lares de idosos onde os idosos são mal tratados, mas acho que este é o pior caso que já vi.

Camille acreditava ter encontrado um bom lugar para a mãe, Helen, que havia tinha diagnosticada com Alzheimer. Eles descreveram a residência como amorosa e respeitosa. 

Depois de algum tempo, Camille começou a suspeitar de coisas, que algo não estava certo. E quando Helen um dia apareceu com um olho negro, ela fartou-se e instalou uma câmera escondida.

O que viu ninguém poderia ter imagina. Mesmo que Camille tenha colocado câmeras, ela não queria imaginar que a situação fosse tão má. 

Quando ela começou a ver o que a câmera tinha gravado, ela não conseguia acreditar. Não era apenas um funcionário que se comportava mal. Eram vários.

No vídeo, entre outras coisas pode-se ver quando uma pessoa da equipa muda lençóis de Helen, enquanto outros dois estão aos beijos, enquanto isso Helen parece muito desconfortável. 

Várias outras pessoas que moram na residência entram no quarto de Helen e pegam nas suas coisas sem que o pessoal as detenha. Mas o pior é quando eles colocam um pano cheio de fezes no rosto dela. 

Eu não sei o que dizer, estou sem palavras. Isso é terrível, e a situação dos outros na residência deve ter sido tão má quanto a de Helen.

Quando Camille mostra o vídeo ao gerente da residência, Alan Cavell, ele admite que eles falharam e que eles não cumpriram as suas tarefas rotineiras. Ele promete que eles farão o que for necessário para que isso nunca aconteça novamente.

Todos os funcionários que não fizeram o seu trabalho foram demitidos, mas depois que um deles foi readmitido, Camille decidiu que ele não queria que a sua mãe morasse naquela residência. O gerente também foi demitido.

Ninguém foi acusado

Apesar do terrível abuso, ninguém foi acusado.

Helen, que morreu em setembro 2016 era a mãe de sete filhos, ela trabalhou como enfermeira durante a Segunda Guerra Mundial, antes disso ela teve de fugir dos nazistas e emigrar para o Canadá. Graças ao seu filho, Helen teve um final digno.

Aqui você pode ver o vídeo do abuso. Mas quero avisar que imagens podem ser duras para a sua sensibilidade: 

Ter que ler este tipo de histórias deixa-me muito triste e desapontado.

Eu não sei o que eu teria feito se alguém ao meu redor tivesse sido afetado desta maneira.

É importante que ajudemos a partilhar isto para aumentar a conscienciaçização sobre este problema. Nenhuma pessoa deve ter que viver algo assim - é completamente inaceitável!

Partilhar no Facebook
1,359 1.4k Partilhas

Fonte: Newsner · Crédito foto: Newsner

Goste/partilhe