Notícias : Um pai revela imagens chocantes dos últimos momentos de seu filho de 8 semanas.

Um pai revela imagens chocantes dos últimos momentos de seu filho de 8 semanas.

“Até já pequenito”

Publicado por Vamos lá Portugal em Notícias
Partilhar no Facebook
221 221 Partilhas

Um pai revela imagens chocantes dos últimos momentos do seu filho de 8 semanas. 

Um pai devastado publicou uma mensagem extremamente tocante em homenagem ao seu bebé que morreu após uma cirurgia cardíaca, dizendo: "Até já, pequenito".

O pequeno Charlie Douthwaite nasceu em outubro do ano passado com uma grave malformação que o deixou com metade do coração.

Ele era o bebé mais pequeno da Europa que precisava de cirurgia para sobreviver.

Ele tinha apenas 8 semanas de idade quando foi operado e isso fez dele o bebé mais novo do Reino Unido a precisar de um transplante de coração.

Os seus pais, Tracie Wright e Steven Douthwaite, esperavam com todo o coração que o transplante permitisse que o bebé Charlie aproveitasse a vida.

Mas o seu pai, um homem de Newcastle, teve que anunciar nas redes sociais que o seu filho morreu na terça-feira, porque "o seu corpo não suportava mais". 

Numa publicação muito comovente no Facebook, o pai explica: "Um pouco depois das 11 da noite,o  nosso pequeno herói recebeu as suas asas de anjo. Depois de uma batalha tão difícil, o corpo de Charlie não aguentou mais. Ele morreu pacificamente no silêncio. Meu amor Charlie, tu não tens ideia de quantos corações tocaste diretamente, transformaste-me para o resto da minha vida. Eu sei que tu estarás comigo todos os dias. Eu vou-te te amar para sempre meu amor, até breve, homenzinho "

Centenas de pessoas responderam à mensagem poderosa de Steven e deixaram uma tonelada de mensagens em apoio a Steven e à sua esposa Tracie.

Os problemas cardíacos de Charlie foram descobertos durante a ecografia das 20 semanas.

Foi então que os médicos perceberam que o lado esquerdo do coração de Charlie estava malformado, de modo que este lado nunca se desenvolveu o suficiente e, assim, impediria que o coração funcionasse bem. 

Charlie nasceu no dia 2 de outubro e pesava pouco menos de 3 quilos.

Algumas horas após o seu nascimento, Charlie foi transferido para o Hospital Freeman.

Foi lá que, em apenas 3 dias, ele fez a sua primeira cirurgia de coração aberto.

Os médicos foram unânimes, Charlie tinha que fazer um transplante senão ía morrer.

Foi, portanto, em novembro que o transplante ocorreu.

Isso foi um milagre, dadas as chances de que um doador pudesse ser encontrado tão rapidamente. 

Posteriormente, Charlie teve que lutar contra muitos problemas de saúde causados pela sua doença e pelo transplante. Ele também precisou ser tratado para infecções. Mas como o seu pai explicou, o pequeno Charlie sempre lutou bravamente.

Mas na última semana, era óbvio que Charlie estava a começar a lutar contra a doença.

Segundo o pai de Charlie, durante as últimas horas da sua vida, o bebé começou a ser invadido por hemorragias internas. O seu pulso estava constantemente diminuindo, assim como a sua pressão sanguínea.

Quando descobrimos uma história como a de Charlie, não temos escolha a não ser ressaltar que tal luta é uma fonte de inspiração e, ao mesmo tempo, lembra a todos os pais a chance de que eles têm que ter filhos saudáveis.

Partilhar no Facebook
221 221 Partilhas

Fonte: Ayoyemonde · Crédito foto: Ayoyemonde

Goste/partilhe