Notícias : Uma menina de 3 anos tenta consolar a sua mãe depois da baby-sitter ter esfaqueado as outras 2 crianças da família

Uma menina de 3 anos tenta consolar a sua mãe depois da baby-sitter ter esfaqueado as outras 2 crianças da família

O polícia começou a chorar ao contar o que viu.

Publicado por Vamos lá Portugal em Notícias
Partilhar no Facebook
252 252 Partilhas

Uma menina de 3 anos tenta consolar a sua mãe depois da baby-sitter ter esfaqueado as outras 2 crianças da família.

O detective responsável pelo caso, Luis Sandoval, testemunhou em tribunal na quarta-feira passada. Foi ele que respondeu à chamada para o apartamento emUpper West Side, Nova Iorque, depois de Yoselyn Ortega de 55 anos ter assassinado Lucia e Leo Crime, de 6 e 2 anos respetivamente, em outubro de 2012.

O antigo polícia contou em lágrimas o momento em que encontrou a pequena Nessie de 3 anos a tentar consolar a sua mãe, Marina, numa sala inundada com sangue.

“Não chores mais, mãe, por favor”, terá dito a filha à sua mãe que chorava no chão depois de ter descoberto o corpo dos seus dois filhos ao voltar de lições da natação com Nessie.

Luis Sandoval tentou reanimar as duas crianças, até um colega lhe ter dito que já era tarde de mais: “Acabou. Já morreram. Estão azuis”, terá dito o colega do polícia. 

Yoselyn Ortega, a mulher de origem dominicana e que ficava regularmente responsável pelas crianças da família, terá se queixado na noite anterior de não ser paga. Terá dito também que a família esperava que fizesse 5 horas semanais de limpeza apesar disso ir além dos seus deveres como baby-sitter.

Testemunhos de outras baby-sitters parecem confirmar que a mulher de 55 anos não estaria no seu estado normal, nos dias antecedentes às mortas das crianças.

Miladys Garcia, a irmã mais velha de Yoselyn Garcia, acusou Marina Krim e o seu marido de terem fechado os olhos ao estado em que a sua irmã se encontraria.

Miladys disse ter recebido uma chamada cerca de 5 horas antes das mortes das crianças, e que percebeu que algo não estava bem – a sua irmã estava a fazer um barulho estranho com os dentes.

“Foi como se eu tivesse falado com um demónio”, disse Miladys na quinta-feira passada em tribunal.

Yoselyn Ortega tentou suicidar-se com um corte na sua própria garganta quando Marina entrou em casa, mas sobreviveu às suas feridas. Ela considera-se não culpada e diz que estava a sofrer de demência na altura. 

____

O que achou deste artigo? Partilhe o seu ponto de vista nos comentários, e partilhe com os seus amigos e familiares nas redes sociais…

Se estiver interessado nas últimas noticias sobre a atualidade, sobre famosos, comédia, animais, lifestyle ou sobre noticias viriais, siga-nos na nossa página no facebook Vamos lá Portugal.

Não hesite em deixar a sua opinião sobre a publicação. 

Partilhar no Facebook
252 252 Partilhas

Fonte: Ayoyemonde · Crédito foto: Ayoyemonde

Goste/partilhe