Notícias : Uma mulher deu à luz com 33 semanas, sabendo que o seu bebé estava morto na sua barriga

Uma mulher deu à luz com 33 semanas, sabendo que o seu bebé estava morto na sua barriga

Uma despedida dura mas cheia de amor.

Publicado por Vamos lá Portugal em Notícias
Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Uma mulher deu à luz com 33 semanas, sabendo que o seu bebé estava morto na sua barriga

Uma mãe que sofreu um trágico natimorto revelou por que ela escolheu ter um fotógrafo com ela durante o trabalho de parto, o pós-morte do seu filho e até mesmo o seu funeral.

Não existe sentimento mais puro que o amor de uma mãe para com um filho, e também não existe dor mais forte do que a da perda de um filho.

Sara Jade, de 33 anos de idade, e o seu marido Tim (de 34 anos), estavam felizes, criando juntos o seu filho único Arthur, de 3 anos. O casal de Melbourne acabou então por receber a maravilhosa notícia de que teriam mais um pequeno membro da família – um irmão mais novo para o seu primogénito. 

As primeiras semanas de gravidez passaram normalmente, mas às 20 semanas os médicos começaram a preocupar-se com o desenvolvimento do cérebro do bebé (que já tinha o nome de Aksel).

Às 31 semanas de gestação, os médicos decidiram realizar uma ressonância magnética para determinar o estado de desenvolvimento do pequeno Aksel. 

No entanto, o seu pior pesadelo concretizou-se. Determinaram que o pequenino tinha uma anormalidade cerebral chamada polimicrogiria, uma malformação cerebral que se caracterizapor um excesso de dobras no cérebro.

O estado da condição já era de tal forma avançado que o pequeno bebé nunca poderia se quer ter nascido ou ter tido qualquer tipo de qualidade de vida depois de nascer. Tragicamente, o coração de Aksel deixou de bater às 33 semanas de vida, e Sara teve que ir à sala de partos para dar à luz ao seu bebé sem vida. Não há nada mais difícil do que um parto silencioso. 

Sara e o seu marido Tim, pediram a uma fotógrafa para capturar o nascimento do seu filho, desde o momento do parto, até ao funeral, incluindo até a autopsia. Sara disse: “Eu queria um parto lindo mas, mesmo sabendo o que tinha acontecido e como seriam as coisas, decidimos capturar esses momentos”.

“Foi tudo bastante traumatizante. A pior parte foi quando eu estava a fazer força e o Aksel estava quase a sair, mas o seu pequeno corpo voltou a entrar... Foi muito doloroso e comecei a chorar incontrolavelmente, era como se o meu corpo o quisesse expulsar mas o meu coração não o quisesse deixar sair”, acrescentou Sara. 

Sara disse que nunca tinha sentido tantas emoções devastadoras ao mesmo tempo, e disse:

“Toda a minha família pôde vê-lo e dizer-lhe adeus. Deixá-lo partir foi das coisas mais difíceis que alguma vez tivemos de fazer nas nossas vidas.” 

Sem dúvida, este foi um momento muito doloroso para Sara e Tim. Uma despedida dura mas cheia de amor. Partilhe-a com os seus amigos!

____

O que achou deste artigo? Partilhe o seu ponto de vista nos comentários, e partilhe com os seus amigos e familiares nas redes sociais…

Se estiver interessado nas últimas noticias sobre a atualidade, sobre famosos, comédia, animais, lifestyle ou sobre noticias viriais, siga-nos na nossa página no facebook Vamos lá Portugal.

Não hesite em deixar a sua opinião sobre a publicação. 

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Fonte: viralistas · Crédito foto: viralistas

Goste/partilhe