Notícias : Uma professora recusa-se a abandonar uma aluna com paralisia cerebral durante uma viagem escolar.
Que acha? Deixe o seu comentário aqui.  

Uma professora recusa-se a abandonar uma aluna com paralisia cerebral durante uma viagem escolar.

Que lindo gesto da parte da professora.

Publicado por Vamos lá Portugal em Notícias
Partilhar no Facebook
1,679 1.7k Partilhas

Uma professora recusa-se a abandonar uma aluna com paralisia cerebral durante uma viagem escolar.

A pequena Maggie Vazquez tem apenas 10 anos e desde que nasceu ela teve que viver com paralisia cerebral.

A doença de que ela sofre faz com que a sua locomoção fique limitada, mas ela ainda consegue mover-se com um andarilho.

Felizmente, ela pode andar sozinha, porque gosta de aproveitar o ar livre e, mesmo que o seu andarilho às vezes lhe complique a vida, também a permite andar.

A mãe de Maggie só tem a dizer coisas boas sobre a sua filha: "Ela tem um senso de humor realmente engraçado e surpreendente, gosta de trabalhar com livros de colorir que incluem muitos pequenos detalhes e até começou a criar as suas próprias imagens para colorir, ama música e adora o ar livre, mas as suas habilidades motoras dificultam que ela aproveite o ar livre. "

No entanto, apesar de Maggie estar a ir muito bem com seu andarilho, a escola sentiu que não estava em condições de participar numa viagem escolar que consistia em passar uma noite num acampamento. 

Como se pensava que ela teria problemas em mover-se pela floresta, Maggie tinha medo de ficar atrás das suas amigas enquanto elas se divertiam.

Mas a sua professora, chamada Helma Wardenaar, estava determinada a não desistir de Maggie!

Primeiro, Helma perguntou se podia levar uma cadeira de rodas tradicional para o local, mas, de acordo com as autoridades locais, ainda seria muito difícil mover Maggie com tal ferramenta.

Helma então pensou em contratar um pequeno pónei para servir como meio de locomoção para Maggie, mas os animais eram proibidos nos trilhos. Para esse fim, Helma até considerou pagar uma multa se a situação surgisse. 

Posteriormente, Helma falou com um amigo que ela conhecia que trabalhava para uma empresa especializada em equipamentos médicos.

Duas semanas depois, o amigo de Helma, Greg, entrou em contacto com ela para informá-la de que tinha encontrado uma solução.

A ferramenta em questão é uma espécie de mochila que pode ser usada para levar uma pessoa às costas.

Assim, mesmo que, de acordo com Maggie, o acessório não fosse muito confortável, permitiu-a participar na viagem escolar e aproveitar ao máximo todas as atividades que tinham sido organizadas.

A mãe de Maggie queria que Helma soubesse que estava muito grata por ela ter dado todos estes passos pela sua filha.

Parabéns a Helma pela extrema generosidade e vamos dizer que ela realmente merece o título de melhor professora do ano!

Partilhar no Facebook
1,679 1.7k Partilhas

Fonte: Ayoyemonde
Crêdito foto: Ayoyemonde

Goste/partilhe